Heróis 2018 | As expectativas de Bastille

0

Vinheta de BastilleBonjour! Um novo ano chegou, e com eles muitos desejos e expectativas. Saúde, amor, dinheiro… Mas o que também queremos para 2018 é bom divertimento! A Mãe Serpente já apresentou os jogos indie que mais espera este ano. Nesta lista de Heróis 2018, eu vou falar um pouco sobre as cinco produções do gênero que mais aguardo esse ano.

Produções de Heróis 2018 | As cinco mais aguardadas por Bastille

#5 | Os Incríveis 2 (Incredibles 2)

Vocês acreditam que já se passaram mais de treze anos desde o lançamento de Os Incríveis? Então, visto o sucesso do filme, estava na hora de termos uma continuação. E essa chega esse ano, mais exatamente dia 14 de junho.

No primeiro filme, os Supers – pessoas com superpoderes – são considerados perigosos e proibidos de usarem seus poderes, tendo que se disfarçar em meio aos civis. O filme acompanha a família Pêra, composta pelo pai superforte Beto, a mãe elástica Helena, a filha invisível Violeta, o filho velocista Flecha e o bebê Zézé. Depois de vários acontecimentos, o fim do filme deixa a entender que os Supers serão novamente tolerados. Os Incríveis 2 deve começar exatamente onde o primeiro filme acabou. Além disso, pouco foi revelado sobre a continuação. Contudo, pelo trailer, descobriremos os poderes de Zézé junto do Senhor Incrível, que, pelo que foi divulgado, neste filme estará cuidando dos filhos, enquanto Mulher-Elástica estará combatendo o crime. Enquanto o primeiro filme focava mais em Beto, este segundo acompanhará mais Helena.

O primeiro filme foi muito bom e surgiu bem antes desta nova onda de super-heróis. A Pixar escolheu esperar mais de uma década para lançar o segundo, e o diretor e roteirista Brad Bird prometeu que o filme irá seguir o primeiro, sem se preocupar com as modas novas do cinema heroico. Isto é um bom sinal de que Os Incríveis 2 continuará com foco na dinâmica familiar, o que tornou o primeiro filme em um sucesso. As expectativas estão altas, e por isso esta continuação está na minha lista de produções de Heróis 2018.

#4 | Spider-Man: Into the Spider-verse

O Homem-Aranha é o herói que mais vende no mundo, e Peter Parker já foi assunto de muitos filmes no cinema. O que diferencia este longa animado da Sony, então, é que nele haverá um outro Homem-Aranha: o Miles Morales. Nos quadrinhos, Morales apareceu pela primeira vez em 2011, no universo Ultimate. O filme deve seguir a estória das HQs, em que Peter Parker serve de mentor para Miles Morales. Este último, depois da morte de Parker, assume o manto do Amigão da Vizinhança.

Pelo trailer, o visual da animação foi desenvolvido com muita atenção, de forma a lembrar um pouco os traços usados em quadrinhos, principalmente nos momentos em que o Homem-Aranha se movimenta. Ao mesmo tempo, os cenários são super detalhados e brilhantes, e pessoalmente achei o resultado muito bonito. Isso e o fato de apresentar outro Homem-Aranha que não o Parker fez o filme ganhar seu lugar na minha lista de Heróis 2018. Spider-man: Into the Spider-verse vai estrear nos cinemas estadunidenses em 14 de dezembro de 2018. Espero que seja lançado no Brasil na mesma data.

#3 | Batman Ninja

Batman. Japão. Inicialmente, eu pensei o mesmo: como assim? A verdade é que se a ideia parece meio louca, ainda assim o resultado pode ser bem divertido! O anime será dirigido por Junpei Mizusaki e produzido pela Warner, e será feito em japonês – não sei se haverá dublagens em inglês, ou em português. A ideia é imaginar como seriam o Batman e seus inimigos se tivessem surgido no Japão Feudal. Trata-se, então, de uma releitura completa do universo do Batman, mas que pretende preservar a essência de cada personagem. Os aliados do Homem-Morcego no filme serão os diferentes Robins (inclusive o Dick Grayson ♥), Mulher-Gato e, claro, Alfred. Eles deverão enfrentar vários dos vilões clássicos do Batman: Coringa, Arlequina, Pinguim, Hera Venenosa, Duas-Caras, Cara-de-Barro, Exterminador e Gorila Grodd.

Não há como não ficar curioso com o resultado desta mudança de cenário, época e gênero de filme para um dos maiores super-heróis de todos os tempos. Não sei se vai ficar bom, mas a curiosidade é grande demais e faz com que Batman Ninja esteja no terceiro lugar da minha lista de produções de heróis 2018.

#2 | Homem-Formiga e a Vespa (Ant-man & The Wasp)

Agora que o MCU lança três filmes por ano, fica difícil não botar os três nesta lista de produções de Heróis 2018. Muitos estão morrendo de ansiedade por Pantera Negra (Black Panther), que chega em breve, dia 15 de fevereiro. Também contamos as semanas para o terceiro filme dos Vingadores, Guerra Infinita (Avengers: Infinity War, 26 de abril de 2018), e você pode acompanhar aqui nossa contagem regressiva, em que vamos relembrar todos os filmes do MCU. Mas um filme que é menos comentado e que ainda assim me deixa ansiosa é Homem-Formiga e a Vespa.

O primeiro filme do Homem-Formiga, lançado em 2015, encerrou a segunda fase da Marvel nos cinemas, e é um de meus favoritos. Por mais que eu também ame super-heróis mais clássicos como o Capitão (#TeamCaptain, sempre), acho que a variedade é necessária em um universo tão extenso. E Scott Lang foi uma ótima adição ao MCU, além de seu filme ser bem fechadinho. Os poderes do Homem-Formiga e da Vespa são muito interessantes de explorar no cinema porque a mudança de tamanho de seus uniformes oferecem ângulos e perspectivas inusitados. Algo bem diferente do que é possível fazer com os outros heróis do universo. Por isso, Homem-Formiga e a Vespa está quase no topo desta lista de Heróis 2018. Também espero ansiosa para a estreia, dia 5 de junho, porque é ótimo que tenhamos um filme de dupla no MCU, principalmente com um dos heróis sendo uma heroína.

#1 | Demolidor (Daredevil) – 3ª temporada

A primeira temporada de Demolidor, que marcou o início da parceria da Marvel com a Netflix, em 2015, continua sendo para mim a melhor coisa produzida pela Marvel com o canal de streaming. A segunda temporada do seriado não foi tão boa quanto a primeira – e toda a culpa disso é da insuportável Elektra, que torna Murdock em um ser chato de indeciso.

Ainda assim, Demolidor conta com vários pontos fortes. Primeiro que os vilões são geralmente o que menos me agrada em produções de heróis, mas como não amar Wilson Fisk e Frank Castle? A série se preocupa em contruir vilões complexos pelos quais é possível ter empatia. Além disso, os combates entre o Homem Sem Medo e seus inimigos costumam ser muito bem planejados, de forma que não precisa curtir particularmente cenas desse tipo para apreciar as da série. Quem já viu não pode não lembrar da cena do corredor da primeira temporada. Por fim, a cegueira de Murdock e seus outros sentidos aguçados são explorados de forma a transmitir a forma como ele enxerga e sente. Assim, ao invés de mostrar um homem cego, Demolidor consegue nos fazer entender como sua  suposta fraqueza afeta a vida do personagem.

É por todos esses cuidados que a série sempre teve que a terceira temporada do seriado do Demônio da Cozinha do Inferno (que nome é esse?) está na lista das produções de heróis 2018 que mais espero. Claro que também vou me isolar do mundo no dia 8 de março, quando chega a segunda temporada de Jessica Jones, já que sua temática me agradou muito ao longo da primeira. E a continuação de Luke Cage, que chega esse ano, também está no meu radar.