Manchetes da Mãe | SNES relançado e outras novidades

1

Mãe SerpenteSaudações, falangeiros e falangeiras! Hoje é quarta, dia de Manchetes da Mãe. Os jogos clássicos ganham cada vez mais importância no mercado. Poucos dias depois da Sega liberar títulos antigos gratuitamente para smartphones, a Nintendo anunciou o relançamento do Super Nintendo, carinhosamente conhecido como SNES. Entre os jogos já disponíveis no console está Star Fox 2, uma parte inédita da franquia. Por fim, Dino Patti, um dos criadores de Limbo (2010, Playdead) e Inside (2016, Playdead), anunciou um novo jogo misterioso: Somerville. Ah, também tem clipe de The Smiths no mundo de Mario Bros.

SNES Classic | Mais do que nostalgia

No final do ano passado, a Nintendo lançou uma versão do Nintendinho com 30 jogos na memória. A edição especial do console já foi descontinuada, e parou de ser produzida. Mas vendeu 2,3 milhões de cópias ao redor do mundo, um sucesso considerável. Agora, é a vez do SNES ganhar uma nova versão, no moldes do Nintendinho. Previsto para 29 de setembro, o SNES Classic terá 20 dos maiores clássicos do Super Nintendo direto na memória.

A Nintendo está tão confiante no sucesso da empreitada que já anunciou que vai produzir um número significativamente maior de unidades do SNES Classic. Mesmo sem um número certo, já sabemos que alguns milhões de cópias irão invadir os mercados. O tamanho do cabo dos controles do SNES também serão maior que do Nintendinho Clássico, uma atenção especial da Nintendo a uma das maiores reclamações dos fãs. O preço de lançamento do SNES Classic está previsto para 80 dólares. Ou 270 reais antes das taxas de importação (provavelmente uns 400 no final…).

Os jogos escolhidos para compor o SNES Classic representam algumas das maiores franquias da Nintendo, algumas delas iniciadas no Super Nintendo, como F-Zero e Star Fox. Os gêneros também são variados, desde luta e corrida até RPGs. Porém, a Mãe está extremamente incomodada com a ausência de Chrono Trigger (1995, Square), um dos melhores jogos já produzidos. E era para ter a trilogia completa de Donkey Kong Country

Chrono Trigger
Se não tem ‘Chrono Trigger’ no SNES Classic, pelo menos tem imagem de ‘Chrono Trigger’ nas Manchetes da Mãe.

Confira a lista dos 20 clássicos que poderão ser rejogados no SNES Classic:

  • Super Mario World (1990)
  • The Legend of Zelda: A Link to the Past (1991)
  • Super Metroid (1994)
  • F-Zero (1990)
  • Super Mario Kart (1992)
  • Kirby Super Star (1995)
  • Kirby’s Dream Course (1994)
  • Donkey Kong Country (1994)
  • Star Fox (1993)
  • Super Mario World II: Yoshi’s Island (1995)
  • Super Mario RPG: The Legend of Seven Stars (1996)
  • Final Fantasy III (1990)
  • Super Castlevania IV (1991)
  • Super Punch-Out!! (1994)
  • Mega Man X (1993)
  • Contra III: The Alien Wars (1992)
  • Secret of Mana (1993)
  • Earthbound (1994)
  • Super Ghouls ‘N’ Ghosts (1991)
  • Street Fight II Turbo (1993)

Star Fox 2 | Como assim um jogo inédito?

A Mãe disse que o SNES Classic terá 20 jogos clássicos. Mas o número de jogos disponível no console é 21. Isso porque um jogo inédito será lançado com o novo Super Nintendo: Star Fox 2. A continuação de um dos maiores sucessos do Super Nintendo foi cancelada em 1995, para cair no limbo dos jogos nunca lançados. O anúncio foi tão surpreendente que até Dylan Cuthbert, um dos programadores originais de Star Fox 2, ficou chocado com a excelente notícia.

Star Fox 2 SNES Classic
A página oficial do SNES Classic dá destaque para ‘Star Fox 2’.

Em uma entrevista para a IGN, Dylan Cuthbert se mostrou animado com a novidade, e garantiu que o jogo havia sido terminado antes de seu cancelamento. O motivo do engavetamento de Star Fox 2 foi o lançamento do Playstation e do Saturn, que fizeram o sistema de 3D do Super Nintendo ultrapassado. Se a nostalgia já não fosse suficiente para garantir o sucesso do SNES Classic, um jogo exclusivo e inédito com certeza irá aumentar muito o número de vendas do console.

Somerville | Um teaser, muitas promessas

Ano passado, Dino Patti anunciou, pelo Twitter, sua saída da Playdead, o estúdio responsável por Limbo e Inside. A Playdead havia sido criada em 2006 em parceria com Arnt Jensen, e a saída conflituosa de um dos dois fundadores da empresa foi recebida com receio pelos fãs. Em janeiro, no entanto, a Playdead anunciou que já está trabalhando em um novo título. Agora é Dino Patti que montou um novo estúdio junto do animador Chris Olsen, chamado Jumpship. Olsen trabalhou em Vingadores: Era de Ultron (Avengers: Age of Ultron, 2015), e foi um conceito criado por ele que deu origem ao primeiro teaser da desenvolvedora, de um misterioso jogo chamado Somerville.

O trailer em si não dá nenhum detalhe sobre a jogabilidade, mas o jogo foi definido pela Jumpship como “ficção científica de ação e aventura”. Somerville promete também “narrar a vida de personagens chave no evento de uma catástrofe global”. Nenhuma previsão de lançamento existe para Somerville; mas, considerando o histórico da Playdead, é provável que pelo menos três anos de produção sejam necessários.

16 Bits da Depressão | Mario encontra The Smiths

E se eu não encerrar essa edição das Manchetes com o mais novo vídeo da 16 Bits da Depressão, vou arrumar briga com o Náusea. A página costuma fazer clipes e paródias utilizando recursos em 16 bits. Essa semana lançaram uma versão de “This Charming Man”, da banda The Smiths, no mundo de Mario Bros., com participação especial do Sonic. Adequado, diga-se de passagem, já que o grande foco dessa semana é justamente o SNES Classic.