Mulher-Maravilha | Conheça a Doutora Veneno

0
334

náusea vinhetaMinha camaradagem! A essa altura, vocês já devem ter visto Mulher-Maravilha, o primeiro filme da DC que não é uma merda. Então, hoje, eu vou mostrar um pouco mais sobre um dos vilões do filme, sua origem nos gibis e as diferenças da sua contraparte do cinema. Falando nisso, deixa eu tirar onda aqui e lembrar que, lá no ano passado, quando saiu o primeiro trailer, eu já havia falado que aquela personagem misteriosa com a máscara maneira era a a Doutora Veneno, assunto desse post. Tá aqui a prova e desculpa aí.

Doutora veneno

Doutor Veneno, Doutora Veneno ou Doutores(as) Veneno?

Então, pra entender a construção desse personagem, você tem que lembrar que no inglês, a palavra “doctor” não tem flexão de gênero, servindo para homens e mulheres; diferente do português, em que temos “doutor” e “doutora”. A própria DC já aproveitou esse detalhe para mudar o gênero do Doutor Luz e continuar usando o mesmo nome, por exemplo.

Doutora Veneno
Dois “Doctor Light”: o vilão Doutor Luz e a heroína Doutora Luz

Doutora Veneno pré-Crise

Ela foi criada ainda na Era de Ouro dos gibis de herói (1938 a 1950) e sua estreia foi na Sensation Comics #2, de 1942. O visual era bastante andrógino, provavelmente porque a ideia inicial era fazer mistério sobre sua identidade.

Doutora Veneno
Doutora Veneno e Steve Trevor

A Doutora era a química chefe de uma divisão de espiões do regime Nazista, durante a Segunda Guerra Mundial. Seu principal objetivo era envenenar o suprimento de água do exército americano com a “droga reversa”, uma criação dela que “forçava as pessoas a fazerem o exato oposto do que havia sido pedido a elas.” Mais Era de Ouro que isso, impossível.

Nessa saga de estreia do personagem, ela até conseguiu cumprir sua missão, fazendo milhares de soldados americanos atacarem seus superiores. Mas acabou sendo impedida mais tarde pela Mulher-Maravilha, que conseguiu prender a Doutora e desenvolver um antídoto com a ajuda de aliados. Quando Diana finalmente revela a identidade real da Doutora Veneno, descobrimos que se trata de uma princesa do Japão chamada Maru.

Doutora Veneno
Morra de inveja, M. Night Shyamalan!!!

Viradas de roteiro completamente sem sentido a parte, Doutora Veneno mais tarde se juntou à Vilania Inc., um grupo que reunia praticamente todas as vilãs da Mulher-Maravilha, passando a ser uma inimiga recorrente nos gibis da Mulher-Maravilha ao longo das eras de Ouro e Prata, até que rolou isso aqui:

Doutora Veneno
O primeiro de muitos reboots que ainda virão

Se você não está na faixa dos quarenta como eu ou simplesmente não conhece gibis de herói tão a fundo, saiba que em 1985 a DC Comics lançou a saga Crise nas Infinitas Terras, que tentou ser um “botão de reset”, corrigindo furos de cronologia e acabando com o conceito de “multiverso”, unindo quase quarenta anos de criações numa coisa só e com uma linha do tempo única e bem definida. A intenção ao menos era essa.

Essa questão da linha do tempo ao longo prazo acabou se mostrando uma péssima ideia e já naquela época fez com que praticamente todos os personagens do início da DC deixassem de ser usados. Afinal, seguindo uma passagem do tempo “verdadeira”, todos teriam quase 70 anos em 1985.

Por isso, quase todos os personagens foram substituídos por versões diferentes ou tiveram suas origens recontadas, que foi o caso da Doutora Veneno.

Doutora Veneno pós-Crise

Ela ainda havia iniciado suas atividades nos anos 40 e também foi fundadora da Vilania Inc., mas, nessa realidade, a princesa Maru acabou morrendo na sua saga de estreia, aquela mesma que contei lá em cima, vítima da sua própria droga reversa. E uma outra grande diferença é que nessa linha do tempo a Doutora Veneno foi derrotada por outra Mulher-Maravilha, já que após a Crise nas Infinitas Terras ficou definido que a Mulher-Maravilha dos anos 40 não era a Diana, mas sim sua mãe, a Rainha Hipólita.

Doutora Veneno
Rainha Hipólita: a primeira Mulher-Maravilha, na linha do tempo pós Crise.

Quem conta essa história é a neta da princesa Maru e nova encarnação da Doutora Veneno, Marina Maru, que tem cara de psicopata e usa um uniforme maneiraço.

Doutora Veneno

Marina fez parte da Sociedade Secreta de Super Vilões, além de ter sido uma das responsáveis pela criação da vilã Genocídio, usando o cadáver da Mulher-Maravilha que foi trazido do futuro pelo vilão Ares, misturando com amostras de solos de lugares onde ocorreram grandes guerras.

Caralho, agora volta e relê com calma o parágrafo de cima: que merda de origem é essa, gente? E a Genocídio até lembra um pouco o Cell, de Dragon Ball, não?

 

Doutora Veneno nos Novos 52

Doutora VenenoO chato de biografar personagem da DC é ter que vir cobrindo cada um dos 8.724 reboots deles. Pior ainda é ter que lembrar que os Novos 52 existiram, mas vamo lá: mudou a porra toda, tá? Aqui a Doutora Maru nasceu na Rússia e é filha de um casal de químicos altamente premiados pelos seus conhecimentos sobre venenos. Seus pais acabam no meio de uma crise diplomática quando os EUA tentam recrutá-los para produzir armas químicas e a Russia acaba descobrindo que houve essa comunicação. Após descobrir que seus pais morreram durante um interrogatório na Sibéria, Maru jura vingança contra todos os culpados.

E esse foi ‘os Novos 52 em um parágrafo’. Próximo!

Doutora Veneno no DC Rebirth

Então, mudou a porra toda de novo, tá?

Doutora veneno
Agora é uma organização, com todas as soldados usando o mesmo uniforme

Nesse novo reboot da DC, Marina Maru voltou a ser japonesa, é militar e trabalha secretamente para uma organização chamada “veneno”, que foi fundada por sua família. Foi atribuída a ela uma contaminação de várias pessoas por uma substância apelidada de “vírus Maru”, que força seus hospedeiros a matar quem estiver por perto. O uniforme é legal, mas não barrou o da segunda Doutora Veneno não.

 

 

 

 

Chega de Doutora Veneno, né?

Doutora Veneno

Sim, chega. Agora você sabe pra caralho sobre o personagem e pode tirar onda com seus amiguinhos. Bjundas, até a próxima. E já leu o Náusea News dessa semana?