WWE pós WrestleMania | Impressões, Panorama e DRAFT!

{Amethysto, parcêro. Eu ameacei fazer minha parte do post mas aí bateu a sofrência. Eu sou da geração Rede Manchete, assistia a “WWF” por causa do Undertaker e essa WrestleMania foi muita informação pro meu coração cansado. Vou focar em duas coisas. No especial Stevie B do meu bar pra ver se esqueço um pouco e num post especial do Undertaker pra soltar semana que vem. Então você, que é molecote juvenil geração FX e por isso não ficou tão abalado, faz aí tuas impressões de tudo isso. Bjunda}

Senhoras e senhores, tenho dois anúncios para fazer: o primeiro é que eu fiz parte da geração Rede Manchete, e meu princípio de gosto por anime veio dali. E o segundo anúncio é que Náusea não estará presente neste post porque ele foi fazer colonoscopia. Ele deixou comigo um áudio com algumas coisas que eu transcrevi em nome dele, e eu tentei não transcrever os gemidos junto. Foi feia a coisa. Pois é.

Agora vamos falar do panorama da WWE após uma WrestleMania sensacional! Faz tempo que eu não ficava satisfeito com uma WrestleMania, sabem? Faz bastante tempo. Mas esta edição foi interessante. Eu vou falar por cima de algumas coisas mais básicas e dar alguns destaques que acho interessantes. Vou falar do RAW e do SmackDown dessa semana também.

Começando pelo kickoff, tivemos uma luta épica do Austin Aires vs Neville, uma Battle Royal muito meia-boca e uma outra luta ótima, pelo Intercontinental Championship, entre Ambrose e Corbin. As lutas dos cruiserweights já valem a pena de serem vistas por serem muito técnicas e espetaculares. A luta do Corbin e do Ambrose foi bem ágil e bem legal de se ver, Ambrose é um mito e o Corbin tem subido no meu conceito. A Battle Royal foi tosca e o resultado tosco foi o tosco do Mojo Rawley achando que é alguma coisa.

Wrestlemania

Outras lutas que merecem ser assistidas são Shane McMahon vs AJ Styles e Kevin Owens vs Chris Jericho. Quando se trata do AJ, do Jericho e do Owens, os caras são fora de série. Excelentes lutadores, excelentes showmans, de tirar o chapéu. Triple H vs Seth Rollins foi assistível. A feud já tá se alongando mais do que deveria, tá meio idiota, e espero que fique assim. Serviu pra que, no Raw, tivéssemos Stephanie fora do comando, e, com isso, o Kurt Angle pode assumir como o novo General Manager do RAW. And it’s true… it’s daaaamn true!

Kurt Angle

As lutas de divas até que foram interessantes. Eu vi enquanto fazia qualquer outra coisa, mas até que a do RAW conseguiu prender minha atenção por alguns instantes. O mais engraçado é: eu acertei as duas sendo que nem acompanho essa parte do show, eu sou mesmo brilhante. Juntamente com estas lutas, tivemos a Mixed Tag Team Match entre Cenikki e Mariz. No fim, o resultado foi bem previsível, e ora vejam só! Quem foi que cantou a bola do pedido de casamento mesmo? Amethysto pra booker. O que tá certo permanece certo e o que tá ruim ele deixa bom.

wrestlemania

Falemos do que está ruim, já que eu comecei: as duas maiores bostas desse PPV foram, de longe, as duas lutas pelos cinturões principais da WWE. Na brand vermelha, tivemos o WWE Universal Championshp, disputado entre Brock Lesnar e Goldberg. E não se enganem, a luta nem foi tão ruim não! Então por que isso foi um lixo? 1- Nenhum dos dois é um lutador que merecia o cinturão, porque nenhum dos dois tá na porra dos shows semanais com frequência. 2- O resultado era 100% óbvio, uma vez que Goldberg não tá lutando mais, e o Lesnar tá. Isso se comprova com o fato de que nem se ouviu cheiro de rematch no RAW after Mania. 3- Mesmo que a luta não tenha sido tão ruim, na realidade não foi tão uma luta, foi mais uma pancadaria desenfreada. O que é legal, mas não deveria ser material de Championship.

wrestlemania

Agora, se o que aconteceu na brand vermelha foi ruim, pior ainda foi o que aconteceu na brand azul. Após anos sem o devido reconhecimento, Bray Wyatt consegue o cinturão de maior prestígio na empresa. Seu reinado foi patético, com o Randy Orton ficando por cima da feud a todo momento. O uso de efeitos é legal, mas parece que a WWE não tem nada além disso pra oferecer. E aí chegou a luta na WrestleMania: o lance dos vermes foi FABULOSO, a crowd chegou a aplaudir enquanto gritava.

Wrestlemania

Mas aí veio uma porra dum RKO do nada (yeah, outta nowhere, mas que já ficou manjado) e a gente tem o bosta do Randy Orton com o cinturão.

wrestlemania

Entendam uma única vez porque eu não vou repetir: se você vaia o Roman Reigns porque ele tá sempre no topo sem ter talento pra isso, uma surpresa pra você: O Reigns de hoje é o Orton de sempre. Se você torce pro Orton e vaia o Reigns você é tão idiota que não merece continuar lendo este artigo. Desinfeta.

Ainda bem que o Náusea não está aqui, porque ele iria me encher o saco pra medir minhas palavras e não falar o que vocês merecem ouvir. Ele é um stupid idiot. É meu tag team partner, mas é um stupid idiot. Bom… pelo que vimos, na SmackDown, a feud não teve bem uma evolução, uma “Horror House Match” foi marcada e isso até me deixa curioso, mas eu não tenho muita certeza se a WWE vai dar a vitória final pro Wyatt nessa feud ou manter o lixo do Randy Orton como campeão. É asquerosa a falta de valor que a WWE atribui ao Bray Wyatt.

O melhor momento da WrestleMania 33, pra mim, foi a Tag Team Ladder Match. Eu sou um amante incondicional de Ladder Matches, começa por aí. E, meu caro leitor… não sei se você acompanha a WWE há tanto tempo quanto eu, mas eu tenho uma história com os Hardy Boyz: comecei a assistir WWE em 2008, no final, assistindo a ECW apenas, na FX, com legendas em português. Naquela época, o primeiro campeão da ECW que conheci foi Matt Hardy. Muito Twist of Fate, muito “Uuuuuuh” na mid rope pra pular com o cotovelinho na cabeça dos malucos, muito Monster Magnet. Tá. Na primeira WrestleMania que assisti, a 25, vi Jeff vs Matt, uma luta incansavelmente foda, com um final espetacular.

wrestlemania

Mais tarde, em 2009, vi Jeff Hardy sair da WWE após perder uma feud contra o herói da minha vida, CM Punk, depois de uma das melhores lutas da minha vida, uma TLC Match pelo World Heavyweight Championship, no SummerSlam. Eu vi Jeff ir embora. Eu vi Matt ir embora. E eu nunca tinha visto eles na tag division de verdade. Que momento inesquecível. Que obra de arte! Entendam… eu me pintei de Jeff Hardy no trote da minha faculdade! Vocês conseguem imaginar o quão sensacional isso foi pra mim? Pois é. Um ponto imensamente acertado para a WWE. Bem vindos de volta, Hardy Boyz. Ah é, Matt, ajeita essa porra desse cabelo, que tá tão feio quanto a necessidade.

Vamos a outro ponto acertado: Undertaker vs Roman Reigns. Sim. E, se você me xingar, eu vou te xingar de volta, seu filho da puta! Aqui não é amizade não, eu escrevo, você lê e você gosta porque eu sou o Amethysto, valeu? Põe a mão na sua consciência e pensa aqui comigo. Raciocina: a carreira do Undertaker teve seu momento perfeito pra acabar: WrestleMania 29: The End of an Era – Taker vs Triple H numa Hell in a Cell com o HBK sendo o referee. E ainda fechava a Streak redondinha 20-0. Aquele final foi o final 100/100 pro Undertaker. O erro da WWE foi a partir dali.

Ano seguinte, Paul Bearer morre, CM Punk recém perdeu o cinturão após 434 fuckin days do melhor reinado da história da empresa e precisa de um oponente pra WrestleMania porque a WWE estava ocupada repetindo a luta que só acontece “once in a lifetime”. É. Once in a lifetame again. Makes sense. Great. Beleza, tivemos Taker vs Punk… WWE é imbecil. Ano seguinte, aí vem a parte 2 do erro… Taker vs Lesnar, a WWE tirou a Streak fora. Taker perdeu na WM, e eu estava lá. E eu fiquei mudo por 3 dias e 3 noites. E é aí que eu quero chegar…

A partir deste ponto, entenda… a Streak não existe mais. Taker venceu do Bray Wyatt e do Shane nos anos seguintes só pra respirar e não lembrarem dele apenas como o fracasso da WrestleMania 30. Taker se tornou mais “humano”, mais “uns dias se perde, outros se ganha”. Mas, a cada luta, desde a própria WM 29, já estava claro que Taker estava velho. Não tinha uma razão de estar ali faz tempo. A própria luta contra o Reigns teve uns 3 botches claros ali.

wrestlemania

Deu. Se ele vence a match contra o Reigns, a aposentadoria não fica clara, tem margem pra ele aparecer ano que vem, a coisa fica vaga, e a vitória é banal, porque a Streak já foi quebrada. Por outro lado, se ele perde… como aconteceu, temos bons resultados: 1- Brock Lesnar perde parte de sua individualidade como sendo o único a realizar tal feito, e isso é ótimo. 2- A aposentadoria fica clara ali, não só como um “estou cansado”, mas como um “meu tempo aqui acabou, mas tem gente que tá começando”. É uma mensagem poética, é bonito, é profundo. 3- Temos construção de história. Isso é um achievment fabuloso na carreira do Roman, aliás, vamos falar do Roman.

Sabe por que as pessoas odeiam o Roman? Porque ele venceu a Royal Rumble que todo mundo achou que o Daniel Bryan ia vencer. E depois o Daniel Bryan se lesionou e parou de lutar. Foi apenas por isso. Desde esse momento, ele começou a ser massivamente vaiado. As vaias geraram a necessidade da WWE empurrar o Reigns ainda mais pra que ele fosse engolido. E isso gera mais vaias, porque gera mais momentos como este: vencer o Taker na WM. Se engana quem pensa que o Reigns era “só mais um” antes daquela Royal Rumble, porque mesmo na época da Shield, ele era o poderoso ali. Ele eliminou 4 malucos numa 5 vs 5 Survivor Series Traditional Elimination Match. Pesquisa aí e você acha. O povo ADOROU.

Ele já era alguém que tava lá pra ser o próximo Randy Orton, porque ele é primo do The Rock, ele pode. E ele é mais divertido de ver lutar do que o Orton, cabou. O Undertaker não perdeu “pro bosta do Roman Reigns”. O Undertaker perdeu pro próximo “carro-chefe da WWE”. E isso, ainda levando em conta um jovem de 20 e tantos anos contra um senhor foda, com quase seus 50…. bom, vamos combinar que não foi uma derrota feia. Contra o Lesnar sim, isso foi feio. Então parem e pensem… a raiva que vocês tem contra o Roman pode cegar vocês. E, pra finalizar… foi genial a idéia do Roman Reigns socar o chão e “quebrar” a rampa da WM. Se não viram isso, voltem lá e vejam, foi uma idéia muito bem bolada!

Para finalizar o post, vamos falar do draft de semana que vem! Curto e grosso, vou falar o que eu gostaria de ver acontecer:

Tirem o Cesaro do Raw. Botem ele pro ME do SmackDown urgente, por favor. Se possível com troca de gimmick. Sheamus e Cesaro precisam estar em carreira solo duma vez.
Não desmanchem a New Day.
– Passem Tag Teams heel pro Raw. Ascention ou Vaudevillains. Essas duas em específico podiam subir de vez pro cinturão.
Mantenham Braun Strowman no Raw, perto do Lesnar, tá ficando bom.
Rusev pra SmackDown, imediatamente.
Seth Rollins pra SmackDown também, ele já deu o que tinha que dar no Raw.
Soquem o Baron Corbin pro Raw, ele tem mais chances de crescer ali.
Draftem a Maryse pra longe do Miz.
Mantenham o Cena na SmackDown!

E sei lá… fora isso, me surpreendam.

wrestlemania

Ah, o Náusea me pediu pra perguntar pra vocês o que vocês acham. Eu não dou a mínima, mas ele gosta de saber, então comentem aí nos comentários o que vocês acham que poderia acontecer no Draft, e quais foram suas impressões sobre a WrestleMania! O que acharam que foi bom? O que acharam que foi ruim? Quem tem que sair do Raw? Quem tem que sair da SmackDown? O que vocês acham? Satisfeito, Náusea? Espero que sim.

E, só pra não perder o hábito, já conhecem o nosso Padrim? Não temos propaganda e contamos com o apoio de cada leitor para manter a Falange funcionando. Cliquem aqui e se informem.