Great Balls of Fire 2017 | Pontos altos e baixos

0

vinhetaO Great Balls of Fire teve muitos problemas, principalmente por conta do nome, do logo e da gimmick “antiga” do evento. Mas, nós já vimos que shows super promovidos podem ser horríveis e que algo brilhante pode ser resultado de uma verdadeira baderna.

Em teoria, o card do Great Balls of Fire era um dos mais sólidos que a WWE entregou nos últimos Pay-Per-Views, cujo “carro chefe” era a WWE Universal Championship Match, entre Brock Lesnar e Samoa Joe. Além disso, tivemos pela primeira vez na história Enzo & Cass em lados opostos do ringue e a Ambulance Match, que deveria ter acontecido no Extreme Rules e não no último domingo.

Agora que o evento acabou, quais foram os pontos positivos e negativos? É hora de relembrar o que aconteceu no Great Balls of Fire 2017 e apontar os principais pontos do mais recente Pay-Per-View exclusivo do Monday Night RAW.

Great Balls of Fire – Pontos Baixos

Great Balls of Fire: The Miz vs. Dean Ambrose
Great Balls of Fire: The Miz vs. Dean Ambrose
Os segmentos do Kickoff

Quase todo pré-show Pay-Per-View é chato. Basicamente é uma hora de repetição de promos que já estamos cansados de ver. E o pré-show do Great Balls of Fire não foi exceção. Os “melhores momentos do Kickoff” foi o segmento envolvendo Paul Heyman e a WWE Cruiserweight Championship Match. Neville e Akira Tozawa entregaram uma luta boa, nada de especial, porém com um final bem estranho.

Intercontinental Championship Match

Apesar da luta entre The Miz e Dean Ambrose não ter sido horrível, foi bookada de forma preguiçosa. Foi basicamente só mais uma luta onde o heel vence devido à interferência. Não há a menor chance dessa feud continuar recebendo a atenção do público, mas essa luta não pareceu boa o suficiente para finalizar a rivalidade entre Miz e Dean.

No fim das contas, foi uma completa perda de tempo e sequer deveria ter acontecido.

Pontos “just ok”

Great Balls of Fire 2017 -Enzo Amore vs. Big Cass
Great Balls of Fire 2017 -Enzo Amore vs. Big Cass
Big Cass destruir Enzo Amore

Não existia meio termo neste caso. Se Big Cass quer ser levado em consideração pelo público e pela WWE, ele precisava destruir completamente Enzo Amore. E foi exatamente isso que aconteceu. Nem tudo é perfeito, porque a theme song de Big Cass é bem estranha: parece um amontoado de sons de Transformers, que não tem nexo algum. Tirando isso, a luta foi o que precisava ser, um squash.

Bray Wyatt finalmente vencer em um Pay-Per-View

Para mim, foi a maior surpresa do evento. 90% dos fãs da WWE quando vêem o Bray Wyatt em uma luta num Pay-Per-View logo pensam: ‘Bray perde lol’. E era exatamente isso que vinha acontecendo. A luta, não foi uma obra-prima, mas Wyatt e Rollins tem química in-ring, o que ajudou muito. Agora só nos resta esperar se o ‘Eater of Worlds’ será mais bem tratado pela WWE.

Great Balls of Fire – Pontos Altos

Great Balls of Fire 2017 - Ambulance Match - Roman Reigns vs. Braun Strowman
Great Balls of Fire 2017 – Ambulance Match – Roman Reigns vs. Braun Strowman
30-Minutes Iron Man – Tag Team Championship Match

Depois de tantas lutas entre Cesaro & Sheamus vs. The Hardy Boyz uma 30 minutes Iron Man Match parece desanimadora, mas esses caras conseguiram entregar uma luta de alta qualidade. Boa parte disso deve-se a estipulação, com mais tempo, eles tiveram a chance de contar melhor a história e ter algum tempo para descansar; ao invés de “compactarem” tudo em uma luta curta.

Também é preciso notar que a luta começou com um pinfall a favor dos campeões logo nos primeiros segundos; deixando assim os desafiantes em desvantagem e precisando “correr atrás do prejuízo” – storytelling clássico.

O minuto final foi o mais caótico de todos, pois o placar estava em 3 a 3. Mas, faltando 30 segundos para acabar a luta, os campeões conseguiram o ponto necessário para reter os títulos. Deixando toda a crowd frustrada e irritada, assim como deve ser.

RAW Women’s Championship Match
Great Balls of Fire - Sasha Banks vs Alexa Bliss
Great Balls of Fire – Sasha Banks vs Alexa Bliss

Vitórias por count-out e/ou desclassificação sempre são chatas, especialmente em Pay-Per-Views. Mostra que a WWE não se importa mais em entregar um final “digno” em Pay-Per-Views. Contudo, esse final frustrante foi compensado com a brawl que aconteceu logo a seguir.

A luta do início ao fim, foi bem sólida. Com Alexa Bliss fingindo deslocar o braço só para aplicar um golpe baixo em Sasha Banks. Apesar de se odiarem, Banks e Bliss tem uma certa química in-ring, e caso essa feud continue, existe a possibilidade de entregarem outras lutas no mesmo nível dessa.

Ambulance Match

A luta e tudo a respeito dela foi simplesmente incrível. A ação “no ringue” foi muito divertida, com Roman Reigns e Braun Strowman trocando socos e “não vendendo” as cadeiradas recebidas, ajudou muito na hora de contar a história e deixou a crowd extremamente empolgada.

Nós vimos parte do cenário ser destruída, equipamentos utilizados como armas e um final muito inteligente – coisa que faltou em outras 2 lutas do card – onde, Strowman conseguiu a vitória e Roman Reigns não saiu “prejudicado”.

E depois de tudo isso, ainda houve uma “tentativa de homicídio”, onde Roman Reigns colocou Strowman dentro da ambulância, saiu do stage dirigindo a mesma; quando ia saindo do prédio, mudou de ideia e optou por dar ré no veículo e bater a traseira do mesmo contra um outro caminhão da produção da WWE.

Universal Championship Match
Great Balls of Fire - Brock Lesnar vs Samoa Joe
Great Balls of Fire – Brock Lesnar vs Samoa Joe

Como fazer Samoa Joe parecer forte enquanto mantém Brock Lesnar como campeão, foi uma tarefa árdua, mas que deu certo. A luta foi curta (pouco mais de 6 minutos de duração), mas foi o suficiente para mostrar que Joe é um competidor com muita capacidade de destronar Lesnar. A única ressalva foi o fato de Samoa Joe não resistir a um F5.

Considerações finais

WWE, por favor, continue assim! De modo geral, o Great Balls of Fire foi um ótimo Pay-Per-View, com apenas alguns tropeços ao longo do caminho. Porém, foi o melhor Pay-Per-View exclusivo deste ano.